domingo, 20 de maio de 2012

Mundo das Sombras: Filhas da Escuridão

Título: Filhas da Escuridão
Autor: L.J. Smith
Páginas: 237
Editora: Galera Record

Sinopse: Há algo estranho sobre as novas garotas da cidade. Briar Creek, Oregon, nunca viu nada como a graça sobrenatural de Rowan, Kestrel, e Jade, três irmãs que se mudam para a antiga casa em ruínas próximo a Mark e Mary-Lynnette Carter. Mark é obcecado com Jade, mas ela e suas irmãs tem um segredo. E quando mark e Mary-Lynnette as seguem em uma noite na floresta, eles estãhttp://www.blogger.com/img/blank.gifo mergulhados em um pesadelo para além de suas imaginações. Porque as irmãs são fugitivas do Mundo da Noite, e seu irmão Ash está quente na trilha atrás delas. Ele é implacavel, lindo e ele tem ordens para levar as garotas de volta a todo custo. E quando ele vê Mary-Lynnette, ele decide levá-la também…

Filhas da Escuridão se passa no mesmo universo de Vampiro Secreto (Clique e leia a resenha) e pertence à mesma série. Personagens de Vampiro Secreto são mencionados em Filhas da Escuridão e aqueles do primeiro que fizeram pequenas participações se tornam o foco do livro. Apesar de ser uma série, os livros não dão continuidade nos outros volumes, assim como diversas séries. Pelo contrário, Smith conseguiu criar uma série diferente, que apesar de não ter uma continuidade explicita, um livro “depende” do outro para ligar os fatos do Mundo das Sombras. Porém, é possível ler Filhas da Escuridão sem ter lido Vampiro Secreto e, ainda assim, compreender todo o livro.

Nesse segundo volume, Rowan, Kestrel e Jade (citadas brevemente no primeiro volume) são irmãs de Ash, primo de James (personagem principal de Vampiro Secreto0). As três irmãs estão fugindo da “ilha” onde vivem por não aceitarem as escolhas e regras que são impostas para elas. Elas estão fugindo para Brian Creek, uma cidadezinha do interior onde mora a tia Opal. As três irmãs não esperavam conhecer os irmãos Mary-Lynnette e Mark, que logo suspeitam que algo estranho está acontecendo na fazenda vizinha. Porém, o inevitável acontece... Mark se apaixona a primeira vista por Jade, e logo ela se vê quebrando uma das regras da sociedade.

Como já foi dito, Ash está de volta e vê suas convicções virarem de cabeça para baixo quando percebe que Mary-Lynnette é sua alma gêmea, é isso que o faz perder sua pose de personagem insensível e frio. Para ele, os humanos eram simples vermes que deviam ser usados e descartados quando não servissem mais. Mas tudo isso muda e, Ash está preso a um sentimento desconhecido que o deixa sem ação. Mary-Lynnette não acredita que é alma gêmea de Ash, e sempre está pronta para gritar ou agredir o vampiro (como por exemplo, chutar a canela dele, várias vezes).

A história continua curta assim como o primeiro volume, e mistérios rondam a trama. Smith por sua vez, narra os fatos, em especial as passagens relacionadas aos pensamentos e sentimentos dos personagens. Há no livro um momento de muita ação, no qual todos os fatos se tornam claros e não há enrolações desnecessárias. E o legal do Mundo das Sombras é que personagens secundários podem se tornar o foco dos próximos livros, assim como aconteceu com Ash.

A cada livro, L.J. Smith mostra quão maravilhosa ela pode ser. (Ela é, na verdade.) E não digo isso por ser um grande fã.

Leia aqui o primeiro capitulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário