domingo, 29 de abril de 2012

Percy Jackson e os Olimpianos: O Mar de Monstros

Título: Percy Jackson e os Olimpianos: O Mar de Monstro.
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 304

Sinopse: O modo como ele disse meu nome me deu um frio na espinha. Ninguém me chamava de Perseu, a não ser aqueles que conheciam minha verdadeira identidade. Amigos... e inimigos. O ano de Percy foi surpreendentemente calmo. Nenhum monstro que colocasse os pés no campus de sua escola, nenhum acidente esquisito, nenhuma briga na sala de aula. Mas quando um inocente jogo de queimado entre ele e seus colegas torna-se uma disputa mortal contra uma tenebrosagangue de gigantes canibais, as coisas ficam, digamos, feias. E a inesperada chagada de sua amiga Annabeth traz outras más notícias: as fronteiras mágicas que protegem o Acampamento Meio-Sangue foram envenenadas por um inimigo misterioso, e, a menos que um antídoto seja encontrado, o único porto seguro dos semideuses será destruído. Nesta vibrante e divertidíssima continuação da série iniciada com O ladrão de raios, Percy e seus amigos precisam se aventurar no Mar de Monstros para salvar o acampamento dos meios-sangues. Antes, porém, nosso herói entrará em confronto com um mistério atordoante sobre sua família - algo que o fará questionar se ser filho de Poseidon é uma honra ou uma terrível maldição.

O Segundo volume da saga Percy Jackson e os Olimpianos, O Mar de Monstros narra às novas aventuras de Percy e seus amigos na busca do Velocino de Ouro, o único artefato mágico capaz de proteger o Acampamento Meio-Sangue da destruição. É com essa missão que ele e outros campistas partem para uma eletrizante viagem pelo Mar de Monstros, onde deparam com seres fantásticos, perigos e situações inusitadas, que põem à prova seu heroísmo e sua herança. Está em jogo à existência de seu refúgio predileto e, até então, o lugar mais seguro do mundo para eles. Mas, antes de tudo, porém, nosso herói precisará confrontar um mistério atordoante sobre sua família - algo que o fará questionar se ser filho de Poseidon é uma honra ou uma terrível maldição.

A história é toda concisa, coerente. Bem amarrada e organizada. A saga toda é construída sob o olhar de Perceu Jackson, então é como se o leitor pudesse entrar em sua mente. O autor faz questão de alegrar o leitor a todo o momento, com novas histórias e surpresas. Como o leitor fica apenas com a óptica do protagonista, algumas passagens se tornam angustiantes, e aumentam a vontade de acabar com o livro de uma vez.

O Mar de Monstros foi, de fato, mais emocionante que O Ladrão de Raios. Apesar de que nesse segundo livro, foi tratado mais a questão da profecia que envolve Percy. Algumas perguntas foram respondidas, outras apareceram para dar aquele suspense saudável que nos deixa intrigados do começo ao fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário